Ciclo Básico I

Considerado um dos principais símbolos da vida estudantil no campus, o prédio do Ciclo Básico confunde-se com a própria história da Unicamp. Inaugurado em 28 de julho de 1972, o espaço reflete o que o fundador da universidade, Zeferino Vaz, tinha em mente ao conceber o projeto da instituição. Para Zeferino, a Cidade Universitária deveria ter um coração através de uma praça central circular de grandes dimensões, em cujo perímetro se construíssem os edifícios dos institutos e faculdades. Embora a área ocupada pelas unidades de ensino e pesquisa tenha se expandido para além desse marco central, a chamada Praça do Básico permanece até hoje como o “coração” do campus, ressoando a pulsação da vida acadêmica.

Além da finalidade acadêmica, o Ciclo Básico tem sido historicamente o ponto de reunião de alunos, professores e funcionários em diversos eventos de cunho cultural e político.